1º lançamento de 2013 da Editora Paralela

A Editora Paralela acaba de anunciar o primeiro lançamento de 2013, um livro para ser daqueles que tocam no fundo do nosso coração.

ameninaquefazianevar“A menina que fazia nevar”, de Grace McCleen, é uma lição para todos que passam pela vida sem reparar nos pequenos detalhes. É também uma poderosa mensagem de esperança e reconciliação que já inspirou muitos leitores em diversos países.

Aos dez anos, a pequena Judith vê o mundo com os olhos da fé, e onde os outros veem mero lixo, ela identifica sinais divinos e uma possibilidade de criar. Assim, constrói bonecos de pano e inventa para eles histórias felizes no mundo de sucata que criou em seu quarto, chamado Terra Gloriosa. O que nem Judith poderia imaginar é que talvez seu brinquedo seja mais do que uma simples maquete.

Pelo menos é o que parece quando ela cobre a Terra Gloriosa de espuma de barbear e a cidade aparece coberta de neve na manhã seguinte. Um pequeno milagre, é assim que ela interpreta esse e outros sinais parecidos. Tão pequeno que muitas pessoas poderiam pensar que não passa de coincidência, mas Judith sabe que milagres nem sempre são grandes, e que reconhecê-los é um dom de poucas pessoas.

Longe de ser benéfico, no entanto, esse poder traz consigo uma grande responsabilidade, afinal nosso ato mais bem intencionado pode ter resultados desastrosos.

Jane Fonda no Brasil

Jane Fonda virá ao Brasil para lançar o livro “O melhor momento” e a editora Paralela convida todos para os eventos de lançamento.

Além disso, os leitores e fãs poderão enviar suas perguntas para o email atendimentoaoleitor@editoraparalela.com.br. As melhores serão respondidas pela Jane Fonda em vídeo 🙂

Lançamento: A Idade dos Milagres

A Idade dos Milagres será lançado pela editora Paralela, selo da Editora Companhia das Letras no dia 10 de agosto.

Em um sábado aparentemente comum, na Califórnia, Julia e sua família acordam e descobrem, com o resto do mundo, que a velocidade de rotação da Terra está diminuindo. Os dias e as noites vão ficando mais longos, fazendo com que a gravidade seja afetada e o meio ambiente entre em colapso. Pássaros desorientados caem mortos do céu, centenas de baleias encalham na praia, as marés saem de controle.

Enquanto alguns entram em pânico, outros procuram viver como se nada tivesse acontecido, agarrando-se a qualquer custo à sua rotina e ignorando a evidência de que o fim do mundo se aproxima. Isso vai ficando cada vez mais difícil à medida que a desaceleração continua e os dias começam a ter 26, 28, 30, 48 horas…

Ao mesmo tempo que luta para sobreviver em uma paisagem constantemente em transformação e se adaptar à nova “normalidade”, Julia tem que lidar com os problemas típicos da adolescência e os desastres do cotidiano: a crise no casamento de seus pais, a perda de antigos amigos, as amarguras do primeiro amor e o estranho comportamento de seu avô, que acredita tratar-se de uma conspiração do governo e passa os dias catalogando suas posses obsessivamente.

Com uma prosa econômica e prazerosa e a sabedoria emocional de uma contadora de histórias nata, Karen Thompson Walker criou uma narradora singular em Julia, uma garota forte e perspicaz. Entre as tradições do romance de formação e do filme catástrofe, “A idade dos milagres” é uma obra visionária que discute a capacidade de adaptação do homem, traçando um retrato comovente da vida familiar em um mundo gravemente alterado.