Biblioteca Parque da Rocinha registrou mais de 7 mil visitas

Desde a sua inauguração, em junho, a Biblioteca Parque da Rocinha já registrou mais de 7 mil visitantes. Localizado na Estrada da Gávea, o espaço cultural de 1,6 mil m² e cinco pavimentos têm atraído, em média, 500 frequentadores por dia.

Segundo a diretora da unidade, Daniele Ramalho, 70% do público é composto por crianças e jovens, que além de usar o acervo literário, assistem a filmes na DVDteca do primeiro andar. O espaço cultural e de convivência também é frequentado por moradores de outras localidades, sub-bairros próximos e distantes da comunidade.

Até agora, 1.324 carteirinhas de sócios foram emitidas e 1.826 livros foram emprestados. Mais de 2.250 moradores já assistiram aos filmes do acervo de 1.238 títulos.

– A média de empréstimos de livros é bastante alta. No período da Rio+20, por exemplo, tivemos quase 400 empréstimos por dia. Há um público leitor aqui. A Rocinha tem atores sociais e culturais muito organizados. A divulgação acontece pelo boca a boca. Crianças, jovens, adultos, famílias inteiras frequentam o espaço – disse a diretora.

Livros de temática adolescente estão entre os mais procurados pela faixa-etária. Já os adultos buscam publicações com temáticas religiosas e de autores consagrados como Clarice Lispector e Mario Quintana.

– Acho que o equipamento surgiu numa fase importante de pacificação, trazendo cultura e internet a crianças, jovens
e adultos da comunidade. Faltava um espaço como este. O lugar superou as expectativas – afirmou o professor de artes, Rogério Roque, 28 anos.

Texto retirado do Correio do Brasil

Anúncios

Biblioteca: como você imagina a sua?

O sonho de todo amante de livro é uma biblioteca enorme com milhares de livros. Enquanto a minha biblioteca dos sonhos (do tamanho da biblioteca da Bela e a Fera sabe?) não vem, eu crio na minha cabeça imagens mais acessíveis de biblioteca.

Já vi muitos projetos de design de interiores onde os livros ficam em estantes na sala. Pra mim essa ideia de tv e livros em um mesmo espaço não funciona muito. Gosto da ideia de um lugar reservado, tranquilo, bem iluminado, de preferência decorado com branco e cores em tom pastel, destinado para os meus amados livros e para os mundos e viagens que eles proporcionam.  Uma sala bonita, simples e aconchegante.

Por conta disso, separei algumas imagens de bibliotecas.

iBSSR who loves comments on his images
casa.com.br
lazybone cafe
revista casa e jardim
fernanda guizi

E aí, como é a biblioteca dos seus sonhos?